CEO da coinBR é destaque na mídia após participação em evento sobre moedas digitais

26/10/2017 | por Admin | em Destaque

“Os grandes bancos não querem o Bitcoin”, afirma CEO de uma das maiores exchanges do Brasil. Esta é a manchete de uma ampla reportagem do site InfoMoney, que teve como gancho a participação de diversos nomes da comunidade Bitcoin no evento BlockchainView, realizado em São Paulo no último dia 19 de outro. A frase em destaque é de autoria de Rocelo Lopes, fundador e CEO da coinBR.

O texto do InfoMoney começa dizendo que:

A popularização em ritmo exponencial do Bitcoin em 2017 de fato foi uma grande surpresa para o mundo financeiro, não só pela expressiva valorização de 530% desde janeiro, mas também pela revolução que pode causar nos meios de pagamento, já que replica as propriedades do dinheiro físico em um ambiente digital.

E prossegue destacando as resistências das instituições financeiras em aceitar criptmoedas:

Na visão do CEO da coinBR, na verdade, os grandes bancos não querem entender o fenômeno Bitcoin,o que é um risco para elesmesmo, pois as corretoras não vão sair do mercado: “Se amanhã encerrarem minha conta eu tenho um plano B e aí vão ter que encerrar a conta de muitos brasileiros e será uma briga eterna”, diz Rocelo Lopes.

Leia a reportagem completa do InfoMoney.

Bolsas de bitcoin ganham espaço de forma acelerada no Brasil

Também a partir da cobertura do BlockchainView, o site da Época Negócios produziu uma reportagem destacando o crescimento de empresas como a coinBR que atuam no mercado de moedas digitais.

O CEO da coinBR é destacado em dois trechos da reportagem:

“Vemos no mercado nacional um crescimento muito grande. Antes com o bitcoin, mas agora com outras moedas também”, diz Rocelo Lopes, CEO da CoinBR. Segundo ele, a maioria de seus clientes (60%) compra criptomoedas para guardar, o que mostra que as estão usando como uma forma de investimento.

O empreendedor enxerga um futuro em que as pessoas irão ao mercado e, nas prateleiras, haverá o preço em real e em criptomoeda. Até lá, no entanto, há um longo caminho. Lopes diz que, por enquanto, passa boa parte do tempo apenas tirando dúvidas de interessados no assunto. “Antes de ter larga escala, as pessoas tem de conhecer”.

A reportagem da Época Negócios também cita a mesma opinião de Rocelo destacada no InfoMoney a respeito da relação com os bancos.

Leia a reportagem completa da Época Negócios.


Quer saber mais sobre Bitcoin e outras moedas digitais?

Preencha o cadastro e tire suas dúvidas.


26/10/2017 Compartilhar